Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Vol. 53 nº 5 - Set. / Out.  of 2020

ARTIGO ORIGINAL
Print 

Page(s) 301 to 305



Ressonância magnética da coluna vertebral em uma população pediátrica: achados incidentais

Autho(rs): Renato Tavares Daher1,2,a; Murilo Tavares Daher1,2,b; Ricardo Tavares Daher2,3,c; Marcelo Fouad Rabahi1,d; Marcos Rassi Fernandes1,e; Hugo Pereira Pinto Gama1,f

PDF English

Texto em Português English Text

Descritores: Coluna vertebral; Ressonância magnética; Criança; Diagnóstico.

Keywords: Spine; Magnetic resonance imaging; Child; Diagnosis.

Resumo:
OBJETIVO: Determinar a prevalência de achados incidentais em exames de ressonância magnética (RM) da coluna cervical, torácica e lombar em uma população pediátrica.
MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliados 190 exames de RM da coluna vertebral de pacientes com até 18 anos de idade. Foram incluídos pacientes submetidos a RM de algum segmento da coluna vertebral (cervical, torácica e lombar) com exame completo para análise (inclusive sagital T2 da coluna total) e prontuário médico devidamente preenchido. Foram considerados achados incidentais todas as alterações de imagem que não apresentavam qualquer relação com a indicação do exame ou sintoma do paciente.
RESULTADOS: Dos 190 exames de RM avaliados, 110 eram de pacientes do sexo feminino e 80 de pacientes do sexo masculino. A idade média da população em estudo era de 12,46 ± 3,68 anos. As principais indicações clínicas para realização do exame de RM na amostra estudada foram lombalgia, escoliose, dorsalgia e cervicalgia. Os achados incidentais encontrados na coluna cervical, torácica e lombar foram 40 (21,05%), 26 (13,83%) e 43 (22,63%), respectivamente. Os achados incidentais mais frequentes no segmento cervical foram inversão/retificação da curvatura cervical fisiológica, no segmento torácico foram hérnia discal intrassomática (nódulo de Schmorl), seguida de desidratação discal, e no segmento lombar foram encontrados 12 exames com protrusão discal, 5 com hérnia discal intrassomática (nódulo de Schmorl) e 4 com espondilólise.
CONCLUSÃO: A frequência de achados incidentais nos exames de RM da coluna vertebral na população pediátrica é menor do que na população adulta, sendo necessária avaliação clínica cuidadosa dos pacientes com queixa de dor axial e irradiada, para se estabelecer a estreita relação dos sintomas com os achados de imagem.

Abstract:
OBJECTIVE: To determine the prevalence of incidental findings on magnetic resonance imaging (MRI) scans of the cervical, thoracic and lumbar spine in a paediatric population.
MATERIALS AND METHODS: We evaluated 190 spinal MRI examinations of patients aged ≤ 18 years of age. The study included only patients for whom complete medical records were available and who underwent complete MRI examination of the cervical, thoracic or lumbar spine, including whole-spine sagittal T2-weighted sequences. Imaging findings not related to the symptom or indication for MRI were considered incidental findings.
RESULTS: Of the 190 MRI examinations evaluated, 110 were in women and 80 were in men. The mean age of the study population was 12.46 ± 3.68 years. The main clinical indications for MRI in the sample were lumbago, scoliosis, dorsalgia and cervicalgia. Incidental findings were detected in the cervical, thoracic and lumbar spine in 40 (21.05%), 26 (13.83%) and 43 (22.63%) of the patients, respectively. The most common were (in the cervical spine) reversal/correction of the normal curvature; (in the thoracic spine) intravertebral disc herniation (Schmorl’s node) and disc dehydration; and (in the lumbar spine) disc protrusion (12 cases), Schmorl’s node (5 cases) and spondylolysis (4 cases).
CONCLUSION: Incidental findings on MRI of the spine are less common in the paediatric population than in the adult population. Nevertheless, careful clinical evaluation of paediatric patients with complaints of axial and radiating pain is necessary in order to determine the correlation between symptoms and imaging findings.


 
RB RB RB
GN1© Copyright 2020 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554