Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Vol. 53 nº 2 - Mar. / Abr.  of 2020

ARTIGO ORIGINAL
Print 

Page(s) 105 to 111



Tumor de células granulares da mama: correlação anatomorradiológica

Autho(rs): Natacha Abreu1,a; Juliana Filipe2,b; Saudade André2,c; José Carlos Marques2,d

PDF English

Texto em Português English Text

Descritores: Tumor de células granulares; Neoplasia da mama; Células de Schwann.

Keywords: Granular cell tumor; Breast neoplasms; Schwann cells.

Resumo:
OBJETIVO: Rever as características de imagem dos tumores de células granulares da mama (mamográficas, ultrassonográficas e de ressonância magnética), estabelecendo uma correlação anatomopatológica, no intuito de proporcionar aos radiologistas uma familiarização com esta entidade e alertar para outros diagnósticos diferenciais de lesões espiculadas além das malignas.
MATERIAIS E MÉTODOS: Consulta dos processos clínicos (base de dados clínica, anatomopatológica e sistema de comunicação e arquivamento de imagens) de doentes seguidos no Instituto Português de Oncologia de Lisboa, com diagnóstico anatomopatológico confirmado de tumor de células granulares da mama, de janeiro de 2012 a dezembro de 2018.
RESULTADOS: Todos os tumores exibiram características de imagem altamente sugestivas de malignidade (BI-RADS 5), nomeadamente espiculações, crescimento em profundidade e atenuação posterior (ultrassonografia), um mostrou um perfil cinético com washout na ressonância magnética, dois estavam aderentes ao músculo peitoral e um associava retração cutânea. O diagnóstico definitivo foi anatomopatológico.
CONCLUSÃO: Os tumores de células granulares da mama constituem um desafio diagnóstico, pois podem apresentar características clínicas e de imagem que mimetizam malignidade, pelo que o diagnóstico é anatomopatológico. Os radiologistas devem estar familiarizados com esta entidade de forma a considerá-la nos diagnósticos diferenciais de lesões espiculadas, além das lesões malignas.

Abstract:
OBJECTIVE: To review the imaging features of granular cell tumors of the breast (on mammography, ultrasound, and magnetic resonance imaging), establishing a pathological correlation, in order to familiarize radiologists with this entity and make them aware of the differential diagnoses, other than malignancy, of lesions with spiculated margins.
MATERIALS AND METHODS: We reviewed the medical records (from a clinical-pathology database and picture archiving and communication system) of five patients with a pathologically confirmed diagnosis of granular cell tumor of the breast, treated at the Portuguese Oncology Institute of Lisbon, in the city of Lisbon, Portugal, between January 2012 and December 2018.
RESULTS: All five tumors exhibited imaging features highly suggestive of malignancy (BI-RADS 5 lesions), namely spiculated margins, significant depth, and posterior acoustic shadowing (on ultrasound). One tumor showed a kinetic curve indicative of washout on magnetic resonance imaging, two were adherent to the pectoralis muscle, and one was accompanied by skin retraction. Pathology provided the definitive diagnosis in all cases.
CONCLUSION: Granular cell tumors of the breast pose a diagnostic challenge because they can present with clinical and imaging features mimicking malignancy, and the diagnosis is therefore provided by pathology. Radiologists should be familiarized with this entity, so they can be aware of the fact that breast lesions with spiculated margins can be indicative of diagnoses other than malignancy.


 
RB RB RB
GN1© Copyright 2020 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554