Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Vol. 37 nº 1 - Jan. /Feb.  of 2004

ORIGINAL ARTICLE
Print 

Page(s) 21 to 23

Physicians and patients compliance with BI-RADS™ recommendations: preliminary analysis of 3,000 exams performed in a private clinic

Autho(rs): Eduardo Rodrigues Godinho, Hilton Augusto Koch

PDF Português

Texto em Português English Text

Keywords: Mammography, Screening, BI-RADS

Descritores: Mamografia, Rastreamento, BI-RADS

Abstract:
The Breast Imaging Reporting and Data System (BI-RADS?) of the American College of Radiology is a system designed to standardize mammography reports, to reduce breast imaging misinterpretations and to facilitate monitoring of the outcome. OBJECTIVE: To identify the compliance of women and physicians with BI-RADS recommendations in Goiânia, GO, Brazil. MATERIALS AND METHODS: 3,000 women submitted to mammography examinations in a private clinic in Goiânia (January to December, 2002) were evaluated. The mammograms were reported according to BI-RADS classification. Women classified as categories 0, 3, 4 and 5 were followed up by telephone. RESULTS: Women who refused to follow the recommendation: category 0 (11.5%), 3 (13.8%), 4 (28%), 5 (0%). Physician failure to advise the patient to follow the recommendation: category 0 (18.2%), 3 (17%), 4 (20%). Women who complied with BI-RADS recommendation: category 0 (1.8%), 3 (5.7%), 4 (40%), 5 (100%). Contact lost during the follow-up: category 0 (68.5%), 3 (39%), 4 (12%). CONCLUSION: The level of compliance with BI-RADS recommendations was low in categories 0 and 3, and moderate in category 4. About 30% of women classified as category 0 did not undergo additional imaging evaluations either because of their refusal or lack of adequate physician advice.

Resumo:
O Breast Imaging Reporting and Data System (BI-RADS?) do American College of Radiology é um sistema que objetiva padronizar o laudo mamográfico, reduzir os fatores de confusão na descrição e interpretação das imagens e facilitar a emissão do resultado final do exame. OBJETIVO: Buscar identificar o grau de submissão das mulheres e médicos às recomendações do BI-RADS em Goiânia, GO. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram avaliadas, prospectivamente, 3.000 mulheres submetidas à mamografia em um serviço radiológico particular em Goiânia (janeiro a dezembro de 2002). Os laudos foram emitidos de acordo com o BI-RADS. As mulheres classificadas nas categorias 0, 3, 4 e 5 foram acompanhadas por contato telefônico. RESULTADOS: Mulheres que se recusaram a seguir orientação: categorias 0 (11,5%), 3 (13,8%), 4 (28%) e 5 (0%). Não houve orientação médica para seguir recomendação: categorias 0 (18,2%), 3 (17%), 4 (20%). Mulheres que se submeteram à recomendação: categorias 0 (1,8%), 3 (5,7%), 4 (40%), 5 (100%). Perdidas no seguimento: categorias 0 (68,5%), 3 (39%) e 4 (12%). CONCLUSÃO: É baixa a submissão às recomendações do BI-RADS nas categorias 0 e 3, e moderada na categoria 4. Aproximadamente 30% das mulheres classificadas na categoria 0 não se submeteram à avaliação adicional por imagem, por recusa própria ou por falta de orientação médica.

Available only in Portuguese

 
RB RB RB
GN1© Copyright 2022 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554