Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Vol. 39 nº 2 - Mar. / Apr.  of 2006

ORIGINAL ARTICLE
Print 

Page(s) 103 to 106

Computed tomographic study of 50 patients with hypodense hepatic injuries in childhood

Autho(rs): Inês Minniti Rodrigues Pereira, Beatriz Regina Álvares, Jamal Baracat, Daniel Lahan Martins, Ricardo Minniti Rodrigues Pereira

PDF Português

Texto em Português English Text

Keywords: Hypodense hepatic injuries, Computed tomography, Childhood

Descritores: Lesão hipodensa hepática, Tomografia computadorizada, Infância

Abstract:
OBJECTIVE: To describe the different tomographic findings in hypodense hepatic lesions in children and its differential diagnosis. MATERIALS AND METHODS: Computed tomographic studies were obtained from 50 patients (age range: 0-16 years) with low-density liver lesions previously diagnosed by ultrasound. Images were made before and after administration of intravenous contrast medium. Image findings were analyzed and afterwards correlated with anatomopathological diagnosis. RESULTS: Forty-seven of 50 cases were confirmed, 30 by anatomopathological diagnosis. Most of then were benign lesions, hemangioma in 20%. Such lesions presented a homogeneous contrast absorption, mainly at the delayed phase, differing from malignant lesions. Metastasis was the most frequently found malignant lesion (18%). CONCLUSION: Computed tomographic study is of great value in complementing the diagnosis of hypodense hepatic lesions in children, and must follow ultrasound diagnosis as a routine procedure.

Resumo:
OBJETIVO: Relatar os diferentes aspectos tomográficos das lesões hepáticas hipodensas na infância, orientando às diferentes possibilidades diagnósticas. MATERIAIS E MÉTODOS: Foram realizados estudos tomográficos de lesões hipodensas hepáticas previamente diagnosticadas à ultra-sonografia em 50 pacientes pediátricos (0-16 anos). As imagens foram obtidas antes e após a administração de contraste venoso. Os aspectos de imagem foram analisados e correlacionados posteriormente com o diagnóstico anatomopatológico. RESULTADOS: Dos 50 casos estudados, 47 foram confirmados, 30 destes por estudo anatomopatológico. A maioria das lesões era benigna, sendo o hemangioma o mais freqüente (20% dos casos). Tais lesões apresentaram captação homogênea do meio de contraste, principalmente na fase tardia, diferenciando assim das malignas. As lesões malignas mais freqüentes foram as metástases (18%). CONCLUSÃO: O presente estudo constatou que o exame tomográfico, antes e após a administração do contraste venoso, dinâmico e/ou helicoidal, foi de grande valia para a complementação da hipótese diagnóstica nas lesões hipodensas hepáticas na infância, devendo ser rotina após diagnóstico ultra-sonográfico.

Available only in Portuguese

 
RB RB RB
GN1© Copyright 2022 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554