Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Ahead of Print

ARTIGO ORIGINAL
Print 

Page(s) 1 to 6



Diferenças no valor preditivo negativo da ressonância magnética da próstata baseada em homens com câncer suspeito ou conhecido

Autho(rs): Armonde A. Baghdanian1; Yoon-Jin Kim2; Arthur H. Baghdanian3; Hao N. Nguyen4; Katsuto Shinohara5; Antonio C. Westphalen6

PDF English

Texto em Português English Text

Descritores: Câncer de próstata; Vigilância ativa; Ressonância magnética; Biópsia.

Keywords: Prostate cancer; Active surveillance; Magnetic resonance imaging; Prostate biopsy; Multiparametric MRI.

Resumo:
OBJETIVO: Comparar o valor preditivo negativo (VPN) da RM multiparamétrica da próstata para o diagnóstico de tumores escore de Gleason (EG) ≥ 3+4 e avaliar os preditores desses tumores em homens com suspeita de doença e nos sob vigilância ativa (VA).
MATERIAIS E MÉTODOS: Este estudo retrospectivo incluiu 38 homens com suspeita de câncer de próstata e 38 em VA com RM, aos quais foram atribuídos escores PI-RADS v2 1 ou 2 entre maio de 2016 e setembro de 2017. Os resultados da biópsia foram ausência de câncer, câncer EG = 3+3 ou câncer EG ≥ 3+4. PSA pré-RM, volume da glândula e densidade de PSA foram anotados. Qui-quadrado, igualdade de proporções e regressões logísticas foram utilizados para analisar os dados.
RESULTADOS: Câncer de grau intermediário a alto grau foi encontrado em 12,8% (IC 95% = 2,3–23,3) e 35,9% (IC 95% = 20,8–50,9) dos homens com suspeita de câncer e nos sob VA (p = 0,02), respectivamente. O VPN para GS ≥ 3+4 foi 87,2% (suspeita de câncer; IC 95% = 76,7–97,7) e 64,1% (VA; IC 95% = 49,0–79,2). Em nenhum dos grupos o PSA previu significativamente o grau de câncer (p = 0,75 e 0,63. Embora não tenha alcançado o limiar de significância estatística usual, a densidade de PSA foi um bom preditor de grau de câncer em homens com suspeita de doença (p = 0,06), mas não sob VA (p = 0,62).
CONCLUSÃO: O VPN da RM multiparamétrica para GS ≥ 3+4 é maior em homens com suspeita de câncer de próstata do que em homens sob VA. Uma densidade de PSA ≤ 0,15 melhorou a previsão de doença de grau intermediário a alto grau em pacientes sem diagnóstico prévio de câncer.

Abstract:
OBJECTIVE: To compare the negative predictive value (NPV) of multiparametric MRI for Gleason score (GS) ≥ 3+4 cancer and evaluate predictors of these tumors in men with suspected disease and under active surveillance (AS).
MATERIALS AND METHODS: This retrospective study included 38 men with suspected prostate cancer and 38 under AS with scans assigned PI-RADS v2 scores 1 or 2 between May 2016 and September 2017. Biopsy results were no cancer, GS = 3+3, or GS ≥ 3+4. Pre-MRI PSA, gland volume, and PSA density were recorded. Chi-square, equality of proportions, and logistic regressions were used to analyze the data.
RESULTS: Intermediate to high-grade cancer was found in 12.8% (95% CI = 2.3–23.3) and 35.9% (95% CI = 20.8–50.9) of men with suspected cancer, and under AS (p = 0.02), respectively. The NPV for GS ≥ 3+4 were 87.2% (suspected cancer; 76.7–97.7) and 64.1% (AS; 49.0–79.2). In neither group PSA significantly predicted cancer grade (p = 0.75 and 0.63). Although it did not reach conventional statistical significance, PSA density was a good predictor of cancer grade in men with suspected disease (p = 0.06), but not under AS (p = 0.62).
CONCLUSION: The NPV of multiparametric MRI for GS ≥ 3+4 is higher in men with suspected prostate cancer than in men under AS. PSA density ≤ 0.15 improved the prediction of intermediate to high-grade disease in patients without known cancer.


 
RB RB RB
GN1© Copyright 2019 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554