Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Ahead of Print

Print 

Page(s) 1 to 7



Angiografia por ressonância magnética sem contraste como uma alternativa acurada na avaliação pré-operatória de possíveis doadores vivos de transplante renal com contraindicações para angiografia por tomografia computadorizada e para angiografia por ressonância magnética com contraste

Autho(rs): Fernanda Garozzo Velloni1,2,a; Patrícia Prando Cardia1,3,b; Ulysses dos Santos Torres4,c; Marco Antonio Haddad Pereira1,2,d; Thiago José Penachim3,e; Larissa Rossini Favaro1,f; Miguel Ramalho5,g; Giuseppe D’Ippolito1,4,h

PDF English

Texto em Português English Text

Descritores: Angiografia por tomografia computadorizada; Angiografia por ressonância magnética; Rim; Transplante de rim; Técnicas de diagnóstico urológico.

Keywords: Computed tomography angiography; Magnetic resonance angiography; Kidney; Kidney transplantation; Diagnostic techniques, urological.

Resumo:
OBJETIVO: Avaliar, prospectivamente, a acurácia da angiografia por ressonância magnética (angio-RM) sem contraste, com a sequência steady-state free precession (SSFP) 1,5 T, para a identificação de artérias renais múltiplas, usando para isso a angiografia por tomografia computadorizada (angio-TC) como padrão de referência.
MATERIAIS E MÉTODOS: Trinta e nove pacientes (26 do sexo masculino; idade média de 62,6 anos) foram submetidos a angio-TC e angio-RM para avaliação dos segmentos proximais e médios das artérias renais. A análise dividiu-se em duas partes: inicialmente, a qualidade das imagens de angio-RM foi classificada como diagnóstica ou não diagnóstica por dois avaliadores independentes; posteriormente, outros dois avaliadores analisaram as imagens consideradas diagnósticas quanto à presença de múltiplas artérias renais. Sensibilidade, especificidade e acurácia da angio-RM foram calculadas utilizando-se a angio-TC como referência. Estatística kappa foi utilizada para cálculo da concordância interobservador.
RESULTADOS: A qualidade das imagens de angio-RM foi considerada diagnóstica em 70–90% dos segmentos arteriais extrarrenais. A angio-TC revelou 19 artérias renais múltiplas (8 direitas e 11 esquerdas). A acurácia da angio-RM para identificação de artérias renais múltiplas foi maior que 90%, com sensibilidade variando de 72,7% a 100% e especificidade variando de 96,3% a 100%.
CONCLUSÃO: A angio-RM sem contraste proporciona imagens de alta qualidade dos segmentos extrarrenais das artérias renais. Este método pode ser alternativamente utilizado para avaliação renal, com acurácia comparável à da angio-TC.

Abstract:
OBJECTIVE: To evaluate the accuracy of steady-state free precession (SSFP) unenhanced magnetic resonance angiography (MRA) at 1.5 T for the identification of multiple renal arteries, using computed tomography angiography (CTA) as the reference standard.
MATERIALS AND METHODS: This was a prospective study involving 39 patients (26 males; mean age, 62.6 years) who underwent CTA and unenhanced MRA to evaluate the proximal and middle segments of the renal arteries. The analysis was performed in two phases: the quality of unenhanced MRA images was classified as diagnostic or nondiagnostic for the presence of multiple renal arteries by two independent readers; two other independent readers then evaluated the images previously classified as being of diagnostic quality. The sensitivity, specificity, and overall accuracy of unenhanced MRA were calculated, CTA being used as the reference standard. The kappa statistic was used in order to calculate interobserver agreement.
RESULTS: The image quality of unenhanced MRA was considered diagnostic in 70–90% of the extrarenal arterial segments. The CTA examination revealed 19 multiple renal arteries (8 on the right and 11 on the left). The accuracy of unenhanced MRA for the identification of multiple renal arteries was greater than 90%, with a sensitivity of 72.7–100% and a specificity of 96.3–100%.
CONCLUSION: Unenhanced MRA provides high quality imaging of the extrarenal segments of renal arteries. This method may be used as an alternative for the evaluation of the renal arteries, given that it has an accuracy comparable to that of CTA.


 
RB RB RB
GN1© Copyright 2020 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554