Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Ahead of Print

Print 

Page(s) 1 to 9



Estado da arte na avaliação radiológica do carcinoma da vulva

Autho(rs): Maria Ana Serrado1; Mariana Horta2; Teresa Margarida Cunha3

PDF English

Texto em Português English Text

Descritores: Vulva; Neoplasias da vulva; Carcinoma; Gânglios linfáticos; Radiologia.

Keywords: Vulva; Vulvar neoplasms; Carcinoma; Lymph nodes; Radiology.

Resumo:
O carcinoma da vulva é um tumor incomum que afeta predominantemente mulheres em menopausa. Atualmente, não existe um teste de rastreio para o carcinoma da vulva, e a maioria dos casos é diagnosticada com o aparecimento de sintomas. O sistema de estadiamento mais frequentemente utilizado é o da International Federation of Gynecology and Obstetrics. O fator prognóstico mais importante é o estadiamento ganglionar. Neste trabalho foram efetuadas pesquisas na base de dados PubMed/Medline, considerando-se textos pertinentes em língua inglesa sobre carcinoma da vulva, com especial ênfase na avaliação radiológica. A ressonância magnética é útil para a avaliação local e ganglionar e pode ajudar no planejamento cirúrgico e/ou de radioterapia; a tomografia computadorizada ou a tomografia com emissão de pósitrons/tomografia computadorizada pode ser importante na apreciação ganglionar e na doença a distância; e a ultrassonografia é, por vezes, utilizada para orientar procedimentos de intervenção, como a biópsia. A radiologia é fundamental no estadiamento e planejamento do tratamento do carcinoma da vulva.

Abstract:
Vulvar carcinoma is an uncommon tumor that predominantly affects postmenopausal women. Currently, there is no screening procedure for vulvar carcinoma; in most cases, it is diagnosed only when symptoms appear. The most widely used staging system is that developed by the International Federation of Gynecology and Obstetrics. Lymph node status is the most important prognostic factor. We searched the PubMed/Medline database to identify relevant English-language articles on vulvar cancer, with a special focus on its imaging evaluation. Magnetic resonance imaging is useful for local and nodal staging, as well as facilitating the planning of surgical interventions and radiotherapy. Computed tomography or positron-emission tomography/computed tomography can play an important role in nodal and distant disease assessment, whereas ultrasound is often used for image-guided biopsies. Imaging is pivotal for staging and treatment planning in vulvar carcinoma.


 
RB RB RB
GN1© Copyright 2019 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554