Radiologia Brasileira - Publicação Científica Oficial do Colégio Brasileiro de Radiologia

AMB - Associação Médica Brasileira CNA - Comissão Nacional de Acreditação
Idioma/Language: Português Inglês

Ahead of Print

Print 

Page(s) 1 to 8



A acurácia do estudo de difusão na avaliação pré-operatória do carcinoma do endométrio

Autho(rs): Rui Tiago Gil1; Teresa Margarida Cunha2; Mariana Horta3; Ines Alves4

PDF English

Texto em Português English Text

Descritores: Neoplasias do endométrio; Ressonância magnética; Ginecologia; Neoplasias; Endométrio/patologia.

Keywords: Endometrial neoplasms; Magnetic resonance imaging; Gynecology; Neoplasms; Endometrium/pathology.

Resumo:
OBJETIVO: Determinar o valor adicional da difusão (DWI) em ressonância magnética (RM) na avaliação pré-operatória da invasão miometrial do câncer do endométrio, em comparação com sequências T2 e com o estudo dinâmico após contraste paramagnético (dynamic contrast-enhanced – DCE).
MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo retrospectivo incluindo 44 mulheres com câncer do endométrio que realizaram RM 1,5 T pré-operatória. Dois radiologistas desconhecendo a histopatologia final realizaram interpretação consensual sobre a profundidade de invasão miometrial e o estádio da doença considerando três conjuntos de sequências: T2, DCE+T2 e DWI+T2. Para cada conjunto foram calculadas acuidade, sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e valor preditivo negativo. A acuidade diagnóstica foi comparada com ajuste do valor de p utilizando o procedimento Benjamini-Hochberg.
RESULTADOS: DWI+T2 apresentou melhor performance diagnóstica na avaliação da invasão miometrial e permitiu estadiar corretamente mais pacientes (41/44) do que DCE+T2 (34/44) e T2 (22/44). A superior acuidade diagnóstica da DWI+T2 foi estatisticamente significativa quando comparada com T2 (p < 0,05), mas não quando comparada com DCE+T2 (p > 0,05).
CONCLUSÃO: A interpretação da DWI+T2 melhorou a acuidade diagnóstica da RM na avaliação pré-operatória da invasão miometrial do câncer de endométrio, o que poderá ser particularmente útil em pacientes com contraindicação para contraste paramagnético.

Abstract:
OBJECTIVE: To evaluate the added value of diffusion-weighted imaging (DWI) in the preoperative assessment of myometrial invasion in endometrial cancer, in comparison with T2-weighted imaging (T2WI) and dynamic contrast-enhanced magnetic resonance imaging (DCE-MRI).
MATERIALS AND METHODS: This was a retrospective study involving 44 women with endometrial cancer who underwent preoperative 1.5 T MRI. Two radiologists, both of whom were blinded to the histopathology reports, performed a consensus interpretation of the depth of myometrial invasion and of the stage of the cancer, considering three sets of sequences: T2WI, DCE-MRI+T2WI, and DWI+T2WI. Accuracy, sensitivity, specificity, positive predictive value, and negative predictive value were calculated for each set. The accuracy was compared with p-value adjustment by the Benjamini-Hochberg procedure.
RESULTS: Among the 44 patients evaluated, DWI+T2WI demonstrated better diagnostic performance in assessing deep myometrial invasion and correctly staged more patients (n = 41) than did DCE-MRI+T2WI (n = 34) and T2WI (n = 22). The superior diagnostic accuracy of DWI+T2WI was statistically significant in comparison with T2WI (p < 0.05) but not in comparison with DCE-MRI+T2WI (p > 0.05).
CONCLUSION: The addition of DWI apparently improves the diagnostic accuracy of MRI in the preoperative assessment of the depth of myometrial invasion in endometrial cancer, which may be particularly helpful in patients for whom contrast agents are contraindicated.


 
RB RB RB
GN1© Copyright 2019 - All rights reserved to Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem
Av. Paulista, 37 - 7° andar - Conj. 71 - CEP 01311-902 - São Paulo - SP - Brazil - Phone: (11) 3372-4544 - Fax: (11) 3372-4554